sexta-feira, 27 de março de 2020

Detentos do presídio de Juazeiro cumprem prisão domiciliar para evitar contaminação pelo coronavírus

Vinte e seis detentos do presídio da cidade de Juazeiro, no norte da Bahia, vão cumprir prisão domiciliar por 90 dias, como medida de proteção para evitar a disseminação do novo coronavírus. Conforme a direção do conjunto penal, a decisão é uma determinação da Vara de Execução Penal, que segue a recomendação do Conselho Nacional de Justiça.

De acordo com a direção do presídio de Juazeiro, os presos que foram liberados são idosos e mães com filhos de até 12 anos, que possuem alguma doença que possa ser agravada pela Covid-19. A liberação independe do regime que o preso cumpre.

Segundo o presídio, a fiscalização dos presos vai ficar sob responsabilidade da Polícia Militar e da Polícia Civil, porque os detentos não são monitorados por tornozeleira eletrônica.

O Conselho Nacional de Justiça informou que o Conjunto Penal de Juazeiro tem capacidade para receber 756 internos, mas abriga 1.155 pessoas.

A Secretaria Municipal de Saúde do município informou que 46 casos de H1N1 foram registrados na cidade, com duas mortes. Já outras 20 pessoas estão com suspeita de coronavírus.

*G1