sexta-feira, 14 de junho de 2019

Uso de simuladores na formação de motoristas não será mais obrigatório

Foto: Reprodução / A Voz da Serra

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) definiu que o uso de simuladores na formação de motoristas não será mais obrigatório. A medida foi anunciada nessa quinta-feira (13) e passará a valer em 90 dias.

Essa é mais uma flexibilização nas leis e normas de trânsito impostas pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Em postagem nas suas redes sociais, nesta sexta (14), o capitão reforçou a novidade. "O custo da CNH [Carteira Nacional de Habilitação] será reduzido em aproximadamente R$ 300. Mais uma promessa sendo cumprida!", compartilhou.

Segundo o ministro da Insfraestrutura e presidente o Contran, Tarcísio de Freitas, o uso do simulador será opcional. Para ele, a retirada dessa obrigatoriedade vai contribuir para a redução da burocracia e diminuir, em até 15%, o custo para tirar a CNH.

De acordo com o G1 Auto Esporte, com a mudança, a quantidade de horas-aula que o motorista precisará cumprir para obter sua carteira vai passar de 25 para 20. No caso dos motoristas que ainda assim decidirem usar o simulador, o equipamento poderá ser utilizado por cinco horas-aula. Assim, ele pode ter as 15 horas obrigatórias no veículo e ainda complementar com mais cinco no simulador.

https://www.bahianoticias.com.br/noticia/236804-uso-de-simuladores-na-formacao-de-motoristas-nao-sera-mais-obrigatorio.html