Nutricau

Farmácia Victor

ST Cell

Farmácia Eliana

Farmácia Pró-Saúde

Farmácia Ubatã


Mix Papelaria

Mix


Ponto do Pastel

JB Atacadão e Varejo em Ubatã - BA

JB ATACADÃO & VAREJO 
Ovos de codorna, ovos de galinha e frutas! 
Cel: (73) 98892 – 2752 / 99143 – 3839 
Ubatã - BA

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

PRF aponta redução de 16% no número de acidentes nas rodovias federais em 2017

Foto: Reprodução / Diário do Poder

O número de acidentes registrados nas rodovias federais que cortam a Bahia caiu 16% de 2016 para 2017. Enquanto no primeiro ano, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) contabilizou 5.408 acidentes, no ano passado, o registro foi 4.549 ocorrências. Esse número reflete uma redução de 70% em relação à projeção feita em 2011. "Analisando o número de acidentes desde 2007, observa-se uma tendência de crescimento que, se não fossem implementadas as medidas de fiscalização e planejamento a partir de 2012, poderíamos chegar a 2017 com alarmantes 15.198 acidentes por ano", afirma a PRF em balanço anual. De todas as ocorrências, 29,23% foram provocadas por falta de atenção dos motoristas, 14,19% por velocidade incompatível e 12,14% por ultrapassagens indevidas. O número de acidentes considerados graves, que são aqueles cujas "consequências ultrapassam a esfera dos bens materiais e atingem a integridade física das pessoas, ocasionando-lhes ferimento grave ou morto", também diminuíram. A redução foi de 8% com a queda de 1.258 acidentes graves em 2016 e 1.159 em 2017. De acordo com a estimativa feita pela PRF, essa diminuição resultou em uma economia de R$ 1.011.207.901,08, considerando o custo de R$ 96.747,79 por acidente com vítima, levantado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). No caso de acidentes com mortos, a queda foi de 6%, com 580 óbitos registrados em 2017 em comparação aos 614 de 2016. A PRF aponta que 38,8% das mortes foram em decorrência de colisão frontal, 13,85% foram por atropelamento, 11,45% por capotamento, 9,75% por colisão transversal e 6,67% por colisão traseira. De acordo com o órgão, a queda gerada ao longo dos anos garantiu a economia de R$ 1.317.676.133,72, levando em conta o custo de R$ 664.821,45 de cada acidente com vítima fatal. O levantamento da PRF indica ainda que as rodovias com maior número de óbitos são a BR-101 com 33%, BR-116 com 30%, BR-324 com 11%, BR-242 com 10%, BR-110 com 9% e BR-407 com 7%. Os dias com maior índice de acidentes e também com maior número de mortos são o domingo e o sábado, que concentram mais veículos nas estradas. Já a escala por faixa etária aponta que o maior número de vítimas se concentra entre os 21 anos e 50 anos, alvos de 61% dos óbitos. Na sequência, as vítimas de 51 anos a 90 anos, que correspondem a 24% das mortes, e pessoas de 0 a 20 anos, correspondentes a 10%.

http://www.bahianoticias.com.br/municipios/noticia/12153-prf-aponta-reducao-de-16-no-numero-de-acidentes-nas-rodovias-federais-em-2017.html