Nutricau


ABALA UBATÃ

Farmácia Eliana

Farmácia Pró-Saúde

Farmácia Ubatã


Farmácia Victor

Mix Papelaria

Mix


Ponto do Pastel

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Em 2016, 1 em cada 3 jovens baianos não estudava nem trabalhava, aponta IBGE

Na Bahia, em 2016, pouco mais de 1 em cada 3 jovens nas faixas de 18 a 24 anos (33,7%) e de 25 a 29 anos de idade (33,9%) não estudavam nem estavam trabalhando – o que popularmente se conhece como “nem-nem”. Eram proporções acima da média nacional (30,1% e 25,8% respectivamente) e, para o grupo entre 25 e 29 anos (33,9%) a quarta maior percentagem de pessoas que não estudavam nem trabalhavam entre os estados, abaixo apenas de Alagoas (37,5%), Pernambuco (36,9%) e Maranhão (36,3%). Assim como ocorreu no país como um todo, a proporção dos “nem-nem” na Bahia cresceu a partir de 2014, com maior intensidade entre 2015 e 2016 – reflexo principalmente da saída de jovens de ocupações no mercado de trabalho. Considerando-se os jovens de 16 a 29 anos de idade, no estado, a percentagem dos  que não estudavam nem trabalhavam se manteve relativamente estável entre 2012 (26,0%) e 2015 (25,5%). Em 2016, ela passa a 30,5% ou cerca de 1 milhão de pessoas. O aumento dos “nem-nem” na Bahia foi o quarto maior comparando-se 2012 com 2016 e o segundo maior do país entre 2015 e 2016, abaixo apenas que o verificado em Pernambuco.

http://www.giroemipiau1.com.br/2017/12/em-2016-1-em-cada-3-jovens-baianos-nao.html