quarta-feira, 14 de agosto de 2013

ITUBERÁ: BANDIDOS TOMBAM EM CONFRONTO COM A CIPE CACAUEIRA NA PRAINHA II


A ousadia dos bandidos na Prainha II em Ituberá chegou ao limite. No local foi implantado a lei do silêncio. São arrombamentos, assaltos, espancamento e por último homicídios. No último fim de semana, uma senhora trabalhadora, mãe de seis filhos, honesta, foi assassinada com 23 tiros, porque se recusou a aceitar as barbaridades implantadas no local pela quadrilha do marginal conhecido pela alcunha "Oreia". Através de investigações da polícia, uma equipe da CiIPE-Cacaueira foi informada que os bandidos estavam escondidos em uma casa fortemente armados, na Prainha II.

Ao chegar no local de difícil acesso, os policiais foram recebidos a tiros de pistola 9mm. No tiroteio, foram atingidos duas pessoas identificadas como Robson Oliveira da Conceição e Rosenilton Oliveira da Conceição, que estavam próximo ao tiroteio, mas foram socorridos imediatamente. Ainda na troca de tiros, foi baleado o marginal Joselito Marques da Conceição, 22 anos, o "Oreia", um dos chefes da quadrilha que vinha aterrorizando a região. 

Cerca de oito bandidos conseguiram fugir pelo mangue. "Oreia" ainda foi socorrido para o hospital local, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. Os policiais apreenderam ainda uma pistola 9mm Argentina, de uso restrito das Forças Armadas, um revolver calibre .32, vários cartuchos, armas artesanais, um relógio banhado a ouro e vários produtos de furtos. O B.O. foi lavrado pelo delegado Gil Félix, de Ituberá.

FONTE: VERMELHINHO