Nutricau


Farmácia Eliana

Farmácia Ubatã

Farmácia Pró-Saúde

Farmácia União



Mix Papelaria

Colormagem


Mix

Central Popular

quarta-feira, 8 de março de 2017

Itabuna: Acusado de matar personal trainer é condenado a 18 anos de prisão

Lucas Dias (Foto: Reprodução/Facebook)

O homem acusado de matar o personal trainer Lucas Souza Dias, de 25 anos, em setembro de 2014, foi condenado a 18 anos de prisão, em regime fechado, após julgamento realizado na terça-feira (7), no Fórum Ruy Barbosa, em Itabuna. A vítima foi morta a tiros em uma lanchonete, no momento em que saía da academia onde trabalhava.

Felipe Victor Barros foi preso dias depois do crime, em São Paulo, e estava no presídio de Itabuna. O acusado é ex-companheiro da namorada de Lucas, e não aceitava o fim do relacionamento. O júri terminou por volta das 23h de terça-feira. Além da sentença, três testemunhas foram indiciadas por crime de falso testemunho.

Julgamento
O salão do júri ficou lotado. O acusado entrou escoltado, algemado e de cabeça erguida. Sentou ao lado dos advogados de defesa. No local, a família de Felipe acompanhou tudo em silêncio.

“De acordo com as provas que foram colhidas desde a investigação policial e confirmadas na fase judicial, tudo indica que o acusado, no dia do fato, compareceu a uma lanchonete da cidade, onde estava a vítima, e desferiu diversos disparos de arma de fogo contra a vítima, que veio a óbito”, disse o promotor de acusação, Rafael Pithon.

Logo no início da audiência, a defesa tentou mostrar erros no processo pra adiar o júri. O Ministério Público contestou, e a juíza Márcia Melgaço não aceitou o pedido de adiamento. A defesa de Felipe negou a participação dele no crime. "Nós entendemos que não há provas robustas, estreme de dúvidas para condenar o réu", disse Marcos bandeira, advogado de defesa do acusado.

Felipe Victor foi condenado pelo crime de homicídio triplamente qualificado, quando a vítima é morta por motivo fútil, não tem como se defender do criminoso, e também por ter colocado a vida de outras pessoas em risco.

O crime
Lucas Souza Dias foi morto em 19 de setembro de 2014, em uma lanchonete no bairro de Fátima, em Itabuna. Ele estava lanchando quando o ex-namorado da companheira da vítima chegou a bordo de um veículo e fez vários disparos contra ele. Felipe foi preso dias depois do crime.

Segundo o delegado, o personal trainer Lucas Souza Dias já havia registrado ocorrência em uma delegacia de Itabuna, antes do crime, afirmando que vinha recebendo ameaças de morte feitas pelo ex-companheiro da namorada. A jovem namorava o rapaz assassinado há cerca de quatro meses. Para a polícia, ela disse que também recebeu ameças do ex via mensagens por celular. (Assista a reportagem aqui)

http://g1.globo.com/bahia/noticia/2017/03/acusado-de-matar-personal-trainer-e-condenado-18-anos-de-prisao-na-ba.html