Nutricau


Farmácia Central Popular


Farmácia Eliana

Farmácia Ubatã

Farmácia Pró-Saúde

Farmácia União



Mix Papelaria

Colormagem


segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

PMs foram feitos reféns e executados por bandidos em tentativa de assalto


Veículos queimados foram usados pelos bandidos
para bloquear as saídas da cidade (Foto: Blog
do Sigi Vilares)

Os dois soldados da polícia militar mortos durante um ataque de bandidos em Bom Jesus da Lapa, na noite de domingo (22), foram levados como reféns e executados pelos bandidos. A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) na manhã desta segunda-feira (23). Ainda de acordo com a SSP-BA, o criminoso que morreu ao trocar tiros com a polícia estava em posse de um fuzil e um colete.

Graer foi acionado para ajudar na busca pelos
bandidos (Foto: Blog do Sigi Vilares)

O grupo, com cerca de 20 homens, estourou transformadores de energia na entrada da cidade, e além de carros queimados, chegou a usar um caminhão para bloquear a passagem da polícia na saída de Bom Jesus da Lapa.

Na manhã desta segunda-feira, a Polícia Militar intensificou as buscas pelo bandidos. Diligências estão sendo feitas na região oeste da Bahia, com apoio de equipes de unidades especializadas e do serviço de inteligência e também do Grupamento Aéreo (Graer).

Policiais militares de estados vizinhos também foram alertados para fortalecer o cerco e impedir fuga dos bandidos. A PM calcula que toda ação dos bandidos durou cerca de 30 minutos. Os corpos dos policiais mortos foram encontrados no bairro de Salina, a cerca de 2 quilômetros do centro da cidade, e o policial ferido foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas passa bem.

Caso
Dois policiais militares foram mortos a tiros, e um ficou ferido, durante um ataque de cerca de 20 homens ao município de Bom Jesus da Lapa, na região oeste da Bahia, na noite de domingo (22).

Segundo informações da polícia, o grupo invadiu a cidade com objetivo de explodir caixas eletrônicos. Um dos suspeitos morreu.

Ainda de acordo com a PM, por volta das 23h, houve tentativas de explosões em duas agências. A Polícia Militar (PM) impediu os bandidos e uma troca de tiros foi iniciada na cidade. Durante a perseguição aos bandidos, a polícia encontrou um carro abandonado carregado de explosivos, armas e munições. Outros carros foram queimados pelo grupo e utilizados para bloquear as estradas que dão acesso a cidade, com objetivo de atrasar a ação da polícia

As vítimas foram identificadas como os soldados Gilberto Lemos Silva Júnior, de 28 anos, e Everton Oliveira de Santana, 26 anos. O primeiro integrava a coorporação há um ano e sete meses, e o segundo há um ano e oito meses. Na manhã desta segunda-feira a PM se manifestou com uma nota de pesar.

http://g1.globo.com/bahia/noticia/2017/01/pms-mortos-em-ataque-foram-feitos-refens-e-executados-por-bandidos.html
G1 BA